O presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Mauricio Ceschin, disse que na semana que vem será divulgada resolução normativa que aumentará a garantia de acesso aos serviços de planos de saúde, estabelecendo prazos de atendimento ao usuário em consultas médicas e em procedimentos cirúrgicos.

 

De acordo com Ceschin, a resolução está em fase final de análise pelo órgão e na semana que vem será colocada à disposição das operadoras de saúde para consulta pública. Após evento realizado na capital paulista, o presidente da ANS detalhou hoje que a iniciativa irá estabelecer novos parâmetros para o tempo médio de atendimento, determinando prazos para cada tipo de consulta ou cirurgia.

 

"Para cada tipo de atendimento haverá um limite diferente quando se fala em consulta e em cirurgia", afirmou. "A medida irá garantir o acesso dos usuários de plano de saúde", resumiu. "Isso é o mínimo que a gente espera de um plano". Conforme Ceschin, prontos-socorros não serão incluídos na iniciativa, uma vez que os atendimentos são imediatos.

 

O presidente da ANS informou que será dado um prazo de sete dias para a organização da consulta pública, cujo tempo mínimo de apreciação será de 30 dias. Ele espera que a resolução então seja publicada e passe a vigorar ainda neste primeiro semestre.